11 de setembro de 2015

Crítica: Olhos Famintos (2001)


E aí, pessoal? Como vocês vão? Estive um tempinho isolado do blog por conta da falta de tempo, mas estou me organizando para fazer mais críticas aqui! Hoje, venho falar sobre um dos meus filmes favoritos (na verdade franquia, pois adoro o segundo). Olhos Famintos é aquele tipo de filme que todo mundo já assistiu e que todo mundo gosta, podendo ser facilmente considerado um clássico contemporâneo do terror. Primeiramente, vou me desculpando caso eu me empolgue e fale muito, mas é algo involuntário, pois quem não se empolga ao falar de algo que gosta?

Com uma ambientação que lembra vários filmes clássicos do terror, como por exemplo O Massacre da Serra Elétrica (1974), o filme foi dirigido pelo Victor Salva, um cara conhecido mais pelas acusações de pedofilia que rolaram durante as gravações de seu primeiro filme, Clownhouse (1988), do que por suas obras. Como a PlayArte (distribuidora brasileira do filme) gosta de ressaltar, Olhos Famintos foi produzido por Francis Ford Coppola, diretor do clássico O Poderoso Chefão (1972), que também produziu a sequência do filme, dois anos depois.


Bom, o filme começa com os irmãos Darry (Justin Long, Arraste-me Para o Inferno) e Trish (Gina Philips, Acorrentados), que estão voltando da universidade para casa para passar as férias com a família. Os dois viajam por uma estrada isolada, numa cena bem descontraída que leva a pessoa à acreditar que os dois atores são realmente irmãos, justamente pelos dois estarem tão confortáveis entre si.

Do nada, um caminhão velho e enferrujado que, surpreendentemente, é mais veloz do que o carro deles, aparece no caminho, tirando-os da estrada e seguindo em frente. Assustados, os dois seguem viagem mas se deparam novamente com o veículo, dessa vez estacionado ao lado de uma igreja abandonada à beira da estrada. Em adição, um homem estranho, claramente o motorista, é visto por eles jogando algo em um grande cano - que eles logo descobrem que é um corpo. Após serem perseguidos de novo e conseguirem despistar o cara, os irmãos decidem voltar para conferir se o corpo pertence a alguém ainda vivo.

Porém, Darry acaba escorregando para dentro do cano, indo parar numa espécie de porão, onde ele encontra vários corpos colados no teto. Chocados, os dois resolvem contatar a polícia, indo pedir ajuda numa lanchonete próxima. Enquanto conversam com os policiais, o carro deles é atacado por alguém. Pessoas que viram disseram que havia um homem farejando as roupas de Darry. Começa então uma noite sem fim com os irmãos sendo perseguidos por uma figura apavorante que logo se revela não-humana.


Em suas 1h30m, Olhos Famintos se destaca por ser um filme original e articulado, trazendo uma história muito bacana de se acompanhar e sem muitos clichês irritantes, apesar de que a partir de certo ponto ele desandar um pouco. O filme começa de forma genial com cenas tensas e tudo mais. Porém, após aquela cena do ataque do carro com os policiais, parece que ele perde a força. Há uma explicação para isso, mas que poucos sabem. O filme teria uns 15 minutos a mais, pois o diretor/escritor havia criado um final além da delegacia. Só que o orçamento estourou, os dias de filmagens tiveram que ser reduzidos e não cobriria esse final. O que ele fez? Ele cortou esse final, deixando o filme ser finalizado na delegacia.

Sem dúvidas, um dos maiores acertos do longa é manter o mistério em volta da Criatura e não dar muitas explicações mastigadas sobre ela. Hoje em dia, é muito recorrente os filmes de terror terem uma história extremamente explicada, do A ao Z, a coisa toda é a mais genérica possível. Olhos Famintos não tem isso, não sabemos nem o nome da Criatura, nem sua origem, nem como ele veio para o nosso mundo nem nada. E essas perguntas no ar apenas beneficia o filme, deixando a coisa toda mais assustadora.

Querendo ou não, Olhos Famintos é um clássico contemporâneo do terror, que já conseguiu uma legião de fãs que estão há mais de uma década esperando o terceiro filme - já confirmado!!! Tem um casal de protagonistas bastante competentes, uma história criativa, roteiro que é bom mas deixou a desejar um pouco no final e uma criatura que logo entraria no hall da fama dos monstros mais amados de Hollywood!
por Neto Ribeiro

Título Original: Jeepers Creepers
Ano: 2001
Duração: 91 minutos
Direção: Victor Salva
Roteiro: Victor Salva
Elenco: Gina Philips, Justin Long, Jonathan Breck, Patricia Belcher, Brandon Smith, Eileen Brennan


Description: Rating: 4 out of 5

2 comentários :

  1. Anônimo4/04/2015

    eu também curti bastante esse filme na minha infancia....bom mais ou menos,não sou tão velho...eu tinha cagaço demais,mais ele é muito bom

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro esse filme,me diverte muito!

    ResponderExcluir