15 de outubro de 2015

Crítica: Lenda Urbana (1998)


Os anos 90 está marcado para sempre como a década dos teen slashers, que era nada mais nada menos que filmes com um assassino (que geralmente ninguém sabia quem era, só descobria no final) perseguindo adolescentes numa cidadezinha. Quem serviu de catalizador para essa febre foi o famigerado Pânico de Wes Craven, que gerou vários filmes como esse, Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado e até Prova Final (que apesar de se tratar de aliens, tem uns toques de teen slashers).

O que tornou os teen slashers tão famosos era que eles era um tremendo sucesso nas bilheterias, e então todas as produtoras queriam ter seu próprio "Pânico". Quando a Sony tinha acabado de lançar Eu Ainda Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado, eles já tinham outro projeto em mãos. E de fato, o projeto parecia mais promissor do que os antecessores. Um assassino mascarado tendo como base lendas urbanas para matar suas vítimas. Just shup and take my money.


Com uma abertura muito legal (que eu infelizmente me esqueci de colocar no artigo 8 Cenas de Aberturas de Filmes de Terror Favoritas), o filme começa com a jovem Michelle (Natasha Gregson Wagner) dirigindo o carro por uma estrada, enquanto canta pessimamente Total Eclipse of Heart, da Bonnie Tyler. Vendo que a gasolina está acabando, ela para num posto de gasolina de beira de estrada. Sendo atendida por um homem gago (interpretado por Brad Dourif, que faz a voz americana de Chucky), Michelle logo o acha esquisito.


Mas as coisas ficam mais estranhas quando ele diz que o cartão dela não está passando e a empresa do cartão está no telefone tentando falar com ela. Ao entrar no posto, o homem tranca a porta e tenta falar algo para ela, mas começa a gaguejar. Ela se assusta e o ataca, tentando fugir. Quando ela entra no carro e sai, o homem finalmente consegue gritar o que estava tentando dizer mas já é tarde demais. "Tem alguém no banco traseiro do seu carro!" Resultado: Michelle é decapitada por uma pessoa encapuzada com um machado.

Daí, somos apresentados ao elenco principal. A protagonista ruivinha-certinha Natalie (Alicia Witt), suas melhores amigas Brenda (Rebecca Gayheart, Pânico 2), a radialista safada Sasha (Tara Reid, American Pie), o namorado dela Parker (Michael Rosenbaun, o Lex Luthor de Smallville), o jornalista escolar Paul (Jared Leto antes de virar rockeiro) e o pegador Damon (Joshua Jackson, Imagens do Além). Ainda há a colega de quarto de Natalie, Tosh (Danielle Harris, Halloween), mas ela é toda revoltada, não gosta de Natalie e já pegou quase todos os góticos da escola.

Como esperado, um por um, os personagens começam a ser mortos pelo mesmo assassino de Michelle, que apesar de ter estudado em outra universidade, tem uma conexão com Natalie e os outros. É só depois de algumas mortes que Natalie percebe que os assassinatos estão sendo baseados em lendas urbanas.


O filme funciona como quase qualquer outro teen slasher do final dos anos 90. Tem o assassino mascarado que ninguém sabe quem é até os minutos finais,  uma protagonista politicamente correta e as mortes sangrentas e cheias de perseguição. A unica novidade que ele traz são as lendas urbanas nos assassinatos. Ainda assim, o roteiro consegue te prender até o último minuto.

É um filme que trabalha na nostalgia, devo admitir. Assisti esse filme há muito tempo mesmo, no Corujão e sabe como é. Fiquei totalmente envolvido na história e vibrava quando acontecia alguma morte. Confesso que não curti muito a revelação do final, achei um pouco forçado, além de ter alguns furos, mas dá para engolir. O filme tem ótimas cenas de perseguição (a da Sasha por exemplo) e as mortes são ágeis e criativas.

Quando uma acaba, você logo pensa "Qual vai ser a próxima lenda?". E acho que foi exatamente isso que fez o filme se sobressair e se tornar um bom filme. Sabe, ainda não entendo o por que da crítica ter acabado com o filme do jeito que acabaram. Provavelmente foi o que eu disse, ele não traz nada de novo e tem muitos clichês, mas é muito divertido de assistir e acho que todo fã de terror deve vê-lo pelo menos uma vez na vida.

por Neto Ribeiro

Título Original: Urban Legend
Ano: 1998
Duração: 100 minutos
Direção: Jamie Blanks
Roteiro: Silvio Horta
Elenco: Alicia Witt, Jared Leto, Rebecca Gayheart, Tara Reid, Michael Rosenbaum, Joshua Jackson, Danielle Harris, Robert Englund

Postar um comentário