31 de dezembro de 2015

[Top 10] Melhores do Ano 2015


Só quem é da equipe sabe como foi difícil fazer essa lista. Foi um ano tão ruim, mas tão ruim para o terror, que quase não fazíamos. Claro, teve aqueles que se sobressaíram e ficaram acima da média, mas foi algo bem acirrado mesmo. 2016 tá chegando e vamos torcer pra que os filmes que ele vai trazer sejam melhores do que o de 2015! Se tem algum filme que você gostou e que não está na lista nem nas Menções Honrosas, deixa um comentário!

Veja também: [Top 10]: Piores do Ano 2015


10 - A Visita

Retorno do M. Night Shyamalan aos filmes de suspense, muita gente não esperava nada (inclusive eu) e se surpreendeu com esse filme simples mas efetivo. A Visita do título se refere a dois irmãos que vão para casa de seus avós passar uma semana. Tudo parece normal a princípio, mas aos poucos uma regra estabelecida por eles - "Não saia do quarto após as 21h30" - é quebrada e eles descobrem uma verdade assustadora sobre os avós. O único e maior problema do filme é que ele mistura suspense e alguns tons de comédia (vinda do garoto) e que para muitos podem ser um defeito que irá fazê-los não gostar do filme. 


09 - The Hallow


O filme saiu agora no finalzinho do ano e muita gente ainda não conferiu, mas eu recomendo. É uma história bem interessante de acompanhar: Uma família se muda para uma casa isolada na Irlanda para que o pai estude as árvores do local para o trabalho. No entanto, a comunidade não aceita bem a "intromissão" dele por ter crenças que há algo que habita na floresta. Infelizmente, eles descobrem isso tarde demais.

Esse foi um filme que, apesar de algumas falhas (dou nota 6,5 para ele), me surpreendeu por ter uma história simples e nada original mas que consegue se sair bem pela direção e efeitos. O final é previsível mas não é nada que vá estragar a experiência. Tem ótimas cenas de tensão (como a da foto acima) e o visual das criaturas é muito bem feito (outra coisa que me surpreendeu).


08 - A Colina Escarlate (Crimson Peak)

Filme mais recente do talentoso Guillermo Del Toro (O Labirinto do Fauno, A Espinha do Diabo), chegou aos cinemas com muito marketing e levou algumas pessoas à decepção, pessoas aquelas que esperavam um filme extremamente assustador. Mas como a protagonista fala em certa cena, "não é uma história de fantasmas, é uma história com fantasmas". Visualmente incrível, Crimson Peak se passa na virada do século 18 para o 19 e acompanha uma jovem escritora (Mia Wasikowska) que se casa com um homem misterioso (Tom Hiddleston) e vai morar com ele e sua fria irmã (Jessica Chastain) na mansão da família, que está caindo aos pedaços. Não demora muito para a jovem ser assombrada por espíritos da casa enquanto um mistério sobre a identidade dos irmãos começa a cercá-la.

Como falei, o que mais chama atenção é o visual do filme (sabe como Guillermo Del Toro é perfeccionista nesse aspecto). A fotografia do filme é ótima e bem sombria, a mansão é sinistra e a trilha sonora está bem adaptada ao filme. Já o roteiro é meio romancista e acho que muitos irão achar isso um defeito. No final das contas, Crimson Peak traz uma boa história com fantasmas (feitos em CGI mas não tão toscos) para ver à noite.


07 - The Final Girls

Esse é um filme que eu recomendo a todos os fãs de filmes de terror e que foi lançado no Brasil direto em DVD com o título ridiculo de Terror nos Bastidores. Ele é na verdade um tipo de comédia com terror e serve de homenagem àqueles slashers dos anos 80 que se passam em acampamentos (como Sexta-Feira 13, Sleepaway Camp, The Burning...). No elenco tem a Taissa Farmiga (American Horror Story) como Max, a protagonista, que é filha de uma atriz (Malin Akerman) que fez um famoso filme slasher dos anos 80, Camp Bloodbath. Um ano após sua morte, fãs se reúnem para exibir os filmes em um cinema local e Max vai com seus amigos. Quando um incêndio começa na sala, eles acabam entrando dentro do filme e enfrentando o vilão, junto com os personagens e por consequência, a mãe de Max. Filme inteligente e bem bolado, se ainda não viu, veja!


06 - Deathgasm

Gore, metal e humor, não tinha como dar errado! Deathgasm é uma produção da Nova Zelândia dirigida por Jason Lei Howden em seu primeiro longa, também assinando o roteiro.

O filme é cheio de referencias a bandas de metal e parece uma mistura de Heavy Metal do Horror (1986) com influencias do clássico The Evil Dead (1981), com gore, cenas com humor, mutilação e bizarrices trash ao som de várias bandas conhecidas de metal pra alegria dos metaleiros e fãs do horror.


05 - Let Us Prey

Filme irlandês, dirigido pelo novato Brian O'Malley em seu primeiro longa como diretor. O trailer prometia um gorefest com um banho de sangue poucas vezes visto nos filmes atuais, mas ficou na promessa e o filme segue a linha de thriller sobrenatural e sai muito bem nesse estilo, como se fosse uma versão melhorada do russo Terra Rasa de 2004.

O filme acompanha alguns policias que prendem um estranho em uma delegacia no meio da noite, o tal estranho começa a influenciar todos na delegacia e faze-los se voltar uns contra os outros, levando a uma noite de sangue e caos.


04 - Clown

Clown começou com um vídeo viral do Youtube de um trailer falso produzido pelo Eli Roth em 2013, o tal vídeo fez tanto sucesso na rede que em 2014 foi anunciado a produção de um longa inspirado no trailer falso e em 2015 saiu o longa Clown com a mesma proposta do trailer: "Um homem se veste de palhaço na festa de aniversário do seu filho de 6 anos, sem saber que a fantasia está 'possuída' por um espírito maligno. Incapaz de tirar a roupa de palhaço, a personalidade do pai vai mudando aos poucos, fazendo com que sua família tente quebrar a maldição antes que seja tarde demais."

O filme também foi produzido pelo Eli Roth (Um produtor melhor que diretor) e dirigido por Jon Watts, que em seguida dirigiu o elogiado A Viatura (também desse ano) e está no comando do novo Homem Aranha.


03 - We Are Still Here

Esse pegou todos de surpresa. Lançado primeiro no festival americano SXSW, o filme foi muito bem recebido pela crítica e alguns dias depois foi disponibilizado em VOD (aluguel online). We Are Still Here é um filme que revisita os clássicos dos anos 70, no melhor estilo The House of the Devil (só que não tão parado). Trazendo Barbara Crampton, a musa de Stuart Gordon, como a protagonista, ele mostra um casal já idoso que se muda para uma nova casa tentando superar a morte do filho adulto. Mal sabem que essa casa esconde um segredo que envolve a cidade e sacrifícios mortais.

De início, We Are Still Here pode até parecer mais um filme comum de casas mal-assombradas, mal o final vem e de pega totalmente de surpresa. A história não é muito original não nem seu desfecho, mas o que realmente diferencia ele dos outros é o jeito que ele foi feito: uma verdadeira homenagem aos fãs de filmes de terror.


02 - Goodnight Mommy

Quando vi o austríaco Goodnight Mommy pela primeira vez, quase ninguém o conhecia. Ele tinha estreado em alguns festivais e muitas críticas boas dele tinham saído, mas não era aqueles filmes que todo mundo já tinha ouvido falar. Foi então que, alguns meses antes de ser lançado nos EUA, um trailer internacional foi divulgado e causou um fuzuê desnecessário na internet. Vários sites publicaram o trailer com manchetes estilo "Você não vai querer dormir depois de ver o trailer de Goodnight Mommy" e outras frases sensacionalistas, e aí todo mundo conheceu.

O filme acompanha dois irmãos gêmeos que vivem em uma casa isolada da Áustria. A vida deles muda quando sua mãe retorna, após realizar uma cirurgia plástica, e os dois desconfiam que a mulher por trás das gazes e esparadrapos não é a mãe verdadeira deles. É com esse suspense que o filme todo é construído - e muito bem por sinal. Claro, a história se desenvolve muito lentamente, mas o suspense é bom demais para reclamar. E você só descobre o mistério da mãe no final, que serve como uma pancada pros desavisados.


01 - It Follows

Alguém ainda tinha dúvidas que esse estaria no topo? Filme que dividiu muitas opiniões (já ouvi até gente comentando que esse era o pior do ano), It Follows é um suspense bem original e criativo, com uma história não muito convencional: uma maldição que é passada através do sexo. É um filme que trabalha muito com a sugestão e o suspense é construído com base nisso. A trilha sonora oitentista que remete à escrita por John Carpenter para Halloween é outro ponto positivo.

4 comentários :

  1. Anônimo1/01/2016

    Ah muito bonito né...Corrente do Mal está como o melhor filme de terror de 2015 e Renascida do Inferno está como o pior...Me arranque os olhos e coloque em um sorvete de Tamarindo pra eu comer com Groselha O.o

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só pra constar, a lista de piores do ano não tem ordem de preferência (ou seja, Renascida do Inferno está como último mas não quer dizer que é o pior). Mas cada um tem a sua opinião.

      Excluir
  2. Oi Neto bem gosto é que nem braço tem gente que não tem kkk

    Mas excelente dica sobre A Visita dou nota 5.6 poderia ter um final melhor para ser mais realista mais tudo bem

    Agora Goodnigth Mommy é Foda mega recomendo o melhor filme de terro que assistir ano passado

    ResponderExcluir
  3. boa noite mamae pior de todos affs sabe escolher nada

    ResponderExcluir