30 de dezembro de 2015

[Top 10] Piores de 2015


Finalmente chegou o fim de ano e com ele uma lista que era obrigatória ter: Os Piores Filmes de Terror do Ano. Num ano cheio de decepções e bombas, a lista foi mais fácil de fazer. O difícil era decidir qual seria pior do que o outro. Portanto, espero que gostem da lista e se tiver algum filme ruim que você viu nesse ano e que não está na lista, pode deixar um comentário.

Veja também: [Top 10]: Melhores do Ano 2015

OBS: Essa lista não tem ordem específica, portanto não tem 1º lugar, nem 2º, etc...


Poltergeist - O Fenômeno


Esse remake - altamente criticado antes mesmo do lançamento - foi uma das maiores piadas do ano. Com Sam Raimi (The Evil Dead) na produção, o novo Poltergeist perdeu todo o tom do original ao encher a história com efeitos especiais (o que já era esperado). O mais interessante de tudo é que, o filme original tem um tom mais família (inclusive era exibido na Sessão da Tarde) e o remake tentou continuar esse tom, deixando o filme mais aberto e menos assustador. E o filme original continua sendo assustador. Uma grande decepção e desperdício de repaginação da história.


#Horror

Vocês devem estar se perguntando que p*rra de filme tem o nome "Hashtag Horror", ou então que filme é esse, pois muitos - a maioria - nunca ouviu falar nele. Pois bem, esse é um filme dirigido por Tara Subkoff, uma atriz desconhecida metida a diretora que resolveu fazer um filme chamado #Horror, após uma conversa com amigas sobre o que é o verdadeiro horror pra elas. Uma das respostas foi o bullying que crianças sofrem, pressão entre amigos, etc. Assim nasceu 1h30 de tempo que nunca vou recuperar.

O filme é todo irregular e parece ter sido dirigido e escrito por 3 pessoas diferentes. Os primeiros 30 minutos parecem um drama, os 30 minutos do meio parece uma comédia adolescente e os 30 minutos finais parece um slasher bagunçado e sem sentido. Ainda tem a Chloe Sevigny como atriz (não principal), mas que fica claro que a mesma só participou do filme por ter amizade com a diretora, que deve ter pedido um favorzinho. Passem longe!


A Forca

O filme que ficou conhecido pela jogada de marketing no estilo de A Bruxa de Blair foi uma das maiores merdas de 2015. Tudo começou com vídeos de pessoas jogando um jogo em que tenta invocar um espírito chamado Charlie. Logo depois foi revelado que era apenas uma jogada de marketing. Mas o filme era apenas o esperado (pelo menos para mim) - sustos previsíveis e história interessante mas mal aproveitada. O dito vilão Charlie, um garoto que morreu enforcado acidentalmente durante uma peça de escola e cujo espírito volta quando décadas depois tentam remontar a peça, foi bem desperdiçado.


Bata Antes de Entrar

Eli Roth conseguiu lançar dois filmes em 2015: The Green Inferno e Knock Knock. E também, ele conseguiu alcançar outro feito: colocar os dois na lista dos piores. Estrelado por Keanu Reeves, numa atuação sofrível, Knock Knock foi lançado no brasil com o nome Bata Antes de Entrar e é um dos filmes com mais problemas de roteiro e personagens do ano. Um filme bem bagunçado com o trio de personagens mais burros e irritantes que alguém já viu em um filme.


Centopeia Humana 3

O último capítulo da controversa (e superestimada) trilogia Human Centipede foi lançado no início desse ano já com algumas expectativas, pois prometia trazer no longa uma centopeia humana com 500 pessoas! O post em si já trazia uma prévia do que seria, mas o filme mirou longe demais e não alcançou nem a metade. Cheio de cenas desnecessárias e uma crítica ao governo americano, o filme é um grande show de inutilidades.


Doce Vingança 3

Outra trilogia foi concluída nesse ano. Iniciada em 2010 com o remake de um filme dos anos 70, Doce Vingança se tornou um dos filmes mais assistidos e conhecidos no Brasil. E pelo fato de continuar a história do primeiro (já que o segundo trouxe uma protagonista diferente), Doce Vingança 3 meio que manchou a história do primeiro filme, já que descontrolou de vez a personagem Jennifer. O filme ganha pelo roteiro que soube aprofundar os personagens e criticar a sociedade, mas perde mais ainda por tentar transformar Jennifer numa vilã mercenária.


Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma

Todos já estavam cansados dessa franquia, até que a Paramount finalmente resolveu dar um basta e finalizar a história, após 4 filmes e um spin-off. Assim, Dimensão Fantasma foi o primeiro e único filme da franquia a ser lançado no formato 3D, justamente por causa da história, que continha uma câmera em que se podia ver os espíritos, pela primeira vez. No final das contas tudo foi muito forçado e desnecessário e o filme pareceu ser apenas uma repaginação dos roteiros anteriores, com um final nada satisfatório - e para alguns, até deixou um espaço para continuações futuras.


The Green Inferno

Desde 2013, The Green Inferno era um dos filmes mais esperados pois prometia honrar o controverso Cannibal Holocaust. Alguns tiveram a sorte de ver o filme em 2013 mesmo, quando ele foi exibido no Festival do Rio, o que gerou uma das primeiras críticas dele que foi a do blog mesmo! Mas os outros tiveram que esperar dois anos para ver, pois o filme perdeu a distribuidora em 2014 e só estreou nos EUA em Setembro de 2015. E para quem esperou dois anos para ver, posso dizer que foi uma bela decepção. Até metade do filme, ele vai bem, mas a partir do momento em que os personagens ficam presos na aldeia, tudo vira uma bagunça cheia de humor negro desnecessário e cenas forçadas para chocar.


Final Girl

Filme em que o fotógrafo de estrelas Tyler Shields estreou, com roteiro próprio, esse também era bem esperado, em parte por trazer duas coisas: tratar de forma diferente a final girl (aquelas protagonistas de filmes que sobrevivem no final para lutar contra o vilão) e trazer a ótima Abigail Breslin (que eu gosto muito) como ela. No entanto, o filme foi indo de mal a pior quando o diretor resolveu fazer um ensaio fotográfico em vez de um filme. Bem decepcionante.


Renascida do Inferno

Lançado no comecinho do ano, The Lazarus Effect ganhou uma campanha de marketing exaustiva pelo Brasil. E sempre é assim quando algum filme de terror é lançado em circuito nacional. Portanto, muitos foram os iludidos que pagaram para assistir esse filme nos cinemas - e muitos foram aqueles que se decepcionaram. Descrito como "Filme solo da Jean Grey como Fênix" (rs), o filme possuía uma história muito boa, muito boa mesmo, em mãos, mas jogou tudo no lixo enquanto a história foi virando um slasher mal controlado. O final decepciona e ainda deixa brechas para uma sequência.


MENÇÕES HONROSAS:
Sobrenatural - A OrigemA Casa dos Mortos, A Entidade 2, Hellions, A Mulher de Preto 2: O Anjo da MorteAnarchy Parlor, Indigenous, Amizade Desfeita, Contracted - Phase 2

8 comentários :

  1. Anônimo12/31/2015

    Faltou Anabele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Annabelle é de 2014.

      Excluir
    2. oii,eu queria muito saber aonde vc assistiu o filme hashtag horror porque eu nao consigo achar em lugar nenhum,se puder me responder agradeço .

      Excluir
    3. Já tem na internet há um tempo, mas sem legenda.

      Excluir
  2. Knock knock é sofrível !!!!! Não consegui assistir ate o fim ...

    ResponderExcluir
  3. Anônimo12/31/2015

    Faltou o THE PYRAMID e o BABADOOK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. The Babadook é de 2014, e na verdade é o melhor filme da lista do ano:
      http://sessaodomedo.blogspot.com/2014/12/top-15-melhores-de-2014.html

      Já The Pyramid, é verdade, vou colocar nas menções honrosas.

      Excluir