5 de março de 2016

Crítica: Dolls (1987)


E aí pessoal, estou aqui para falar de um filme bem peculiar e um tanto raro. Trata-se de ‘Dolls’ lançado em 1987, ou ‘Bonecas Macabras’, na sua tradução para o Brasil. No caso em específico desse filme, nem podemos dizer que ele veio por causa do sucesso de ‘O Brinquedo Assassino’, que lançaria Chucky aos cinemas em 1988, ou seja, um ano depois. Acontece que o diretor desse filme é ninguém menos que Stuart Gordon, o mesmo diretor de filmes como o clássico ‘Re Animator’ de 1985, e com a produção de Brian Yuzna, conhecido por ter feito 'From Beyond' de 1986. Em um resumo, o filme nada mais é do que uma espécie de 'conto de fadas macabro'.

Vamos olhar na perspectiva de uma pessoa em 1987, eram raríssimos os filmes de bonecos assassinos. A franquia ‘Puppet Master’ (O Mestre dos Brinquedos) veio em 1989, Demonic Toys (Brinquedos Diabólicos) veio em 1992, (todos os filmes são respectivamente da Full Moon Entertainment, a mesma empresa que produziu o ‘Dolls’). Então, o filme transmitia certa curiosidade ao mostrar vários bonecos assassinos, afinal, em 1987, esse tipo de história ainda era novidade.

Particularmente não sou fã desse negocio de ter dezenas de bonecas de porcelana em cima do armário vendo você enquanto dorme. Acho que muita gente compartilha dessa ideia, e é esse um dos pontos que faz o filme ficar interessante. O longa brinca com essa ideologia, entretanto, o baixo orçamento dessa produção fez com que ele se tornasse uma película um pouco boba pelas situações vistas nela, mas ainda sim, não tira o mérito de nos dar algo, no minimo, curioso. Bem, se você viu algum dos cinco primeiros filmes de 'O Mestre dos Brinquedos' e gostou, provavelmente, você irá gostar desse filme aqui.  

Em seu elenco estão, Stephen Lee (Robocop 2), Guy Rolfe (O Mestre dos Brinquedos 3, 4, 5). A sua sinopse é: Um grupo de viajantes passa a noite em uma mansão com um casal de idosos que são criadores de bonecas. No entanto, um dos viajantes descobre que as bonecas que o casal faz são, na verdade, humanos que foram miniaturarizados por eles, e transformados em bonecas para seus planos macabros.

Partindo para a análise, o filme de cara nos apresenta a pequena e meiga Judy Bower (a garotinha lembra bastante a Punky Brewster do seriado 'Punky A Levada da Breca') que é constantemente maltratada pela madrasta e pelo seu pai. E por falar no pai da garota, David Bower, é um dos seres mais irritante que existe na face da terra, que se casou com Rosemary Bower porque ela tem dinheiro, e é a sua madrasta no bom e velho estilo Soraya Montenegro e com a aparência de um dragão de Kômodo que comeu e não gostou.

O carro da família fica atolado numa estrada, e para se proteger da tempestade que se aproximava, eles se abrigam numa mansão gótica que ficava na beira da estrada cujos anfitriões são um casal de idosos (Gabriel e Hillary Hartwicke), de aparência bastante duvidosa. No mundo real, se uma pessoa com problemas visse aquele casal, sairia correndo deixando tudo para trás, todavia, como se trata de um filme de terror, a garotinha, o seu pai e a sua madrasta resolvem passar a noite no local.

Durante a estadia da família no casarão, outro trio, dessa vez de jovens, pedem acolhimento na mansão para se proteger da tempestade. Dom bom e velho estilo punk dos anos 80, as jovens Isabel e Enid, juntas com o bobão do Ralph, se unem a família Bower como hóspedes daquela mansão. Em particular, eu fixei-me em Isabel que lembra bastante a Madonna quando jovem, principalmente na forma de vestir, achei legal o estilo das moças que foi retratado no filme.

A pequena Judy, é uma garota curiosa e muito esperta, não demora muito para ela descobrir o segredo daquela casa. O simpático e esquisito Gabriel nada mais é do que um artesão, ele fabrica bonecos de todos os tipos, a mansão é infestada desses brinquedos que aos olhos de uma criança pode parecer um paraíso, mais do que isso, Judy descobre que esses bonecos estão vivos e eles ficam vagando pela mansão durante a noite. Ela até tenta contar para o seu pai e sua madrasta, só que eles não acreditam nela, David sendo um 'pai amável' como ele é, ameaça dar um tapa na filha. 


Para não ficar tão sozinha na casa, Gabriel apresenta a Judy, o Mr. Punch, um boneco bem feio que vai ser o companheiro dela durante a sua estadia na mansão, esse boneco vai ter uma importante participação no filme. Ralph logo se torna o único amigo de Judy, e logo passa a acreditar que os bonecos realmente estão vivos.

Enquanto isso, a cosplay da Madonna, Isabel, e a madrasta de Judy, Rosemary, são atacadas pelos bonecos. Nessa parte, o destaque é para Rosemary, o ataque que ela sofre dos bonecos, é divertido, e tem até bons efeitos de stop-motion , se levarmos em consideração que o filme é de 1987, contudo a morte em si da madrasta, é ridícula, ela praticamente comete suicídio e voa ao se jogar pela janela para fugir dos bonecos que à atacavam.

É importante ressaltar que os bonecos aparentemente, não são vilões, seriam mais como 'anti-heróis', Isabel é atacada porque ela estava roubando os objetos dos donos da mansão. Já Rosemary, ela era maldosa e judiava de sua enteada, acho que foi embora da história na hora certa. Eu achei muito legal a forma de como foi retratado os bonecos vigiando Isabel antes de atacá-la. Judy é a única que vê Isabel sendo arrastada pelos bonecos pelos corredores da mansão.          
   
Daqui por diante, a garota e Ralph passam a vagar juntos pela mansão. Em um determinado momento, Judy vai falar outra vez com o seu pai sobre os bonecos, o homem a assusta tomando o boneco dela e a faz sair correndo. Nesse momento, David tenta destruir o Mr. Punch, é hilário ver como ele não consegue e como o brinquedo parece brincar com a cara do homem.

Outra coisa que eu precisava comentar, é a morte da Enid. Depois de se encontrar com Isabel num estado meio.... 'Morta Viva' (a ilustração da capa de uma boneca segurando os seus olhos é uma referência à essa parte), Enid, depois de destruir vários brinquedos que tentaram atacá-la (e de mostrar como esse brinquedos são por dentro), ela é fuzilada por soldados de brinquedo (!!!). Isso mesmo, ok que talvez não pareça tão absurdo visto que é um filme com centenas de bonecos vivos, mas a forma como ela morre é questionável. Quando os bonecos de soldados parecido com o soldadinho de chumbo (que devem ter o tamanho de uma Barbie, mais ou menos) atiram nela, as balas atingem e atravessam a moça como se ela estivesse sendo fuzilada pelo exército vermelho dos Estados Unidos. E como se não bastasse, é necessário uma segunda sessão de fuzilamento para matar a moça de vez.

Para as pessoas da atualidade, não só essa cena, mas o filme todo deve ser engraçado, ele é muito parecido com o episódio dos duendes que vagueiam por uma casa no programa do Chapolin Colorado. Mas, em 1987, esse filme era digno de um filme de terror, não tão assustador como 'O Exorcista', mas legal para ver de noite ou assustar a irmã caçula.

Continuando com o filme. Existe uma cena bem legal onde Judy e Ralph vão para um armário cheio de bonecos, Ralph entra em pânico e começa a pisar nos brinquedos que se revoltam e revidam, mas param ao ouvirem as súplicas de Judy. Então os bonecos se reúnem e começam a discutir para ver se Ralph vive ou morre.

Por fim, depois de acabar com os 'vilões' da história, sobra só o David, que ao descobrir que a sua mulher estava morta, vai tomar satisfações com Ralph uma vez que ele já achava o homem louco por alegar que os bonecos estavam vivos junto com a sua filha. Na briga com o Ralph, David acaba empurrando a Judy, fazendo com que o Mr. Punch (o boneco que Gabriel havia dado para ela) comece a atacá-lo.

A briga entre o vilão e o boneco é rápida, mas divertida e acontece na cozinha da mansão. Enquanto as coisas acontecem, tanto Judy quanto Ralph que estão inconscientes, são levados para fora do local pelos brinquedos. Depois de pegar e quebrar o Mr. Punch, Gabriel e sua mulher aparecem. Daí vemos uma cena interessante e bastante dolorosa para David, ele é transformado num boneco, mas, não num boneco qualquer, ele vira o Mr. Punch. A cena até que é bem feita, nós vemos ele se deformando, sofrendo ao se contorcer e até ele encolhendo de tamanho.


Na manhã seguinte vemos Ralph e Judy sendo acordados pelo casal de idosos. É claro que Judy acaba ficando com Ralph, a garota não sofre tanto ao saber que seu pai e a sua madrasta haviam a abandonado, mas fazer o que, ela era constantemente maltratada. Ralph por outro lado, não via a hora de ir embora daquele local, então Judy devolve o Mr. Punch para Gabriel e vai embora junto com o seu mais novo amigo. Na ultima cena nós vemos quatro bonecos especiais, eram os quatro hóspedes que haviam 'morrido' na noite anterior (Gabirel, Rosemary, Isabel e Enid).

E assim termina o filme, com Ralph e Judy indo embora, enquanto uma nova família vai pedir ajuda na mansão porque o seu carro havia atolado, dando a entender que tudo era um ciclo vicioso onde todos que passavam por ali, tinham os seus carros danificados e que esse infortúnio fazia com que as pessoas pedissem ajuda na mansão. Se a pessoa for boa, ela sai de lá, mas se for má, ela vira um brinquedo.

Acredito que o filme seja uma diversão garantida apesar de tudo, como disse acima, as pessoas que adoram assistir filmes de terror, acho difícil ter medo de 'Dolls', contudo, podem achar o filme nostálgico por conter uma ambientação e um clima característico do inicio dos anos 80. E aquelas pessoas que são medrosas, mas adoram uma sessão 'masoquista' com os amigos, irão sentir um leve prazer e arrepio ao vê-lo, principalmente para aquelas pessoas que tem bonecas em seu quarto. "Bonecas Macabras" é um daqueles pequenos clássico B que ao longo dos anos estão ganhando força e tomando o título de cult que uniu o infantil com o terror, ele merece ter mais reconhecimento pelo público.  A minha nota para esse filme é: 6,0.

Antes de prosseguirmos eu preciso dizer que o que você vai ler agora é só uma teoria que pode ajudar na interpretações de alguns furos do roteiro. Agora, vamos para uma análise rápido de um ponto que pode até ser passado despercebido por pessoas menos atentas.

Aparentemente, as pessoas que foram atacadas pelos bonecos, não morrem, dá para ver isso na cena em que aparece a Isabel segurando os seus olhos, e na parte em que Rosemary abraça David quando ele se deita ao lado dela sem saber que ela estava 'morta'. Podemos dizer que as almas ficam em seus corpos até o momento em que viram bonecos que pode acontecer de duas formas: 1 - A alma é transferida para um boneco à própria imagem, como foi o que aconteceu com Isabel e provavelmente com Rosemary (embora não apareça no filme, fica subtendido já que as duas estavam totalmente desfiguradas). 2 - A pessoa pode virar um boneco como foi o que aconteceu com David.
 
Eu acho que já disse tudo o que tinha para falar sobre esse filme, espero que vocês tenham gostado, até a próxima.


Diretor: Stuart Gordon.
Produtor: Charles Band, Brian Yusna.
Roteiro: Ed Naha.
Elenco: Stephen Lee, Guy Rolfe, Rilary Manson, Ian Patrick Williams, Carolyn Purdy Gordon, Cassue Stuart, Bunty Bailey, Carrie Lorraine.

Por: Michael Kaleel.

2 comentários :

  1. Gente por favor alguém me manda um link para eu comprara quele boneco do filme Dolls (1987) que se chama Mr Punch Obrigado

    ResponderExcluir
  2. Eu amo esse filme por que lembro das minhas bonecas de porcelana que coleciono desde pequeno, hoje em dia fabrico bonecas.Fiquei me sentindo um Gabriel da vida XD

    ResponderExcluir