15 de abril de 2016

Crítica: Abismo do Medo (2005)


Todo ano aparece pelo menos um filme que a crítica ""especializada"" sempre idolatra e já o coloca em uma lista estilo "Melhores filmes de terror do século". 2016 nem chegou a metade e já temos A Bruxa nessa posição. 2015 foi It Follows. 2014 foi The Babadook... E por aí vai. De volta em 2005, o filme escolhido foi o britânico Abismo do Medo (The Descent), dirigido por Neil Marshall (que já havia comandado o filme de lobisomens Dog Soldiers - Cães de Caça.

A primeira vez que vi essa pérola foi graças a uma locadora. Aluguei o DVD sem nenhum compromisso e sem nenhum conhecimento do filme além da sinopse que trazia na capa. E me surpreendi de um jeito sem igual.


Marshall falou já em uma entrevista que para construir toda a tensão do filme, ele se baseou em clássicos como O Massacre da Serra Elétrica (não entendi muito a referência), O Enigma de Outro Mundo e Amargo Pesadelo. Esses dois últimos são o que mais vemos influência na história, que se passa numa caverna com 6 amigas presas dentro.

A principal é Sarah (Shauna Macdonald), que um ano atrás perdeu o marido e a filha em um acidente de carro. Junto com 5 amigas, elas vão para uma grande caverna. Elas são: Juno (Natalie Mendonza), Beth (Alex Reid), Sam (MyAnna Buring), Rebecca (Saskia Mulder) e Holly (Nora Jane-Noone), que é colega de uma delas. Desde o início vemos que elas sempre gostaram de se reunir para fazer esportes radicais, portanto é bastante normal vê-las sedentas pela aventura na história. Também é notável que Sarah guarda "rancor" de Juno, pela mesma ter se afastado dela após o acidente.


Os problemas começam quando uma passagem pela qual elas acabam de passar despenca, deixando-as presas dentro da caverna. Essa cena para mim é a segunda melhor do filme (a primeira eu cito mais a frente). Nela, Sarah "estanca" numa passagem apertada. Eu já tenho um pouco de claustrofobia, vendo essa cena então...

É revelado que Juno mentiu ao dizer que a caverna era regularizada e aberta para turismo. Pelo contrário, a caverna não era mapeada, o que as deixam em um terreno cego. Tudo piora quando elas descobrem que não estão sozinhas. Há um tipo de criaturas bizarras e canibais que vivem na escuridão.

Já que não há muita explicação sobre o que são essas criaturas, Neil Marshall já os descreveu como "homens da caverna que sobreviveram no subterrâneo". Interessante comentar que, para deixar todo o clima de tensão maior ainda, Marshall escondeu o visual dos vilões das atrizes, fazendo com que elas vessem tudo na hora de gravar, deixando a reação delas mais realistas. Não sei por que mas elas me lembram aquele assassino de Plataforma do Medo, outro ótimo filme britânico, de 2004.


A ambientação é o ponto principal do longa. O diretor soube como trabalhar todas as características da história para manter toda aquele clima claustrofóbico, como se cada respirada que você desse fosse a última. A construção das personagens é importante o bastante para fazer com que você se importe com o destino delas, ou seja, mais um ponto a favor.

A fotografia é linda de se ver. A partir do momento em que elas entram na caverna, tudo que vemos em contraste é o amarelo do fogo e o vermelho, seja do sangue ou do sinalizador. Há uma cena em particular (a que eu falei que era a melhor do filme), em que Sarah se esconde em um tipo de lago de sangue formado dentro da caverna para que as criaturas não a vejam. Os tons de cores é semelhante ao do poster do filme que se encontra no início do post. Falando dele, vou até comentar que o considero um dos melhores posters de filmes de terror de 2000 para cá. Ele é uma referência àquele quadro de Salvador Dalí, In Voluptas Mors.

O filme fez um sucesso danado, e como esperado, uma continuação foi lançada 4 anos depois. Abismo do Medo 2 começa exatamente de onde o primeiro termina, mas não é a altura dele. Faltou o suspense e aquele clima de desconhecido, além de que o final é forçadíssimo e tenta ser tão pessimista quanto o do primeiro mas não consegue. Se eu tiver com saco para rever, eu faço uma crítica dele.

Por fim, não quero falar mais: Abismo do Medo é sim tudo aquilo que falam dele. Se não viu ainda, já sabe o que fazer. Abraços!
por Neto Ribeiro

Título Original: The Descent
Ano: 2005
Direção: Neil Marshall
Roteiro: Neil Marshall
Elenco: Shauna Macdonald, Natalie Mendoza, Alex Reid, Saskia Mulder, MyAnna Buring, Nora Jane Noone


2 comentários :

  1. Já vi o filme e realmente ele é surpreendente, um dos pontos altos do mesmo é todo o mistério por trás das criaturas que vivem dentro da caverna, o filme soube ser original.

    ResponderExcluir
  2. já via faz tempo e recomendo, show!!! nota 1000

    ResponderExcluir