6 de abril de 2016

Crítica: The Walking Dead | 6ª Temporada (2015/2016)


O texto abaixo contém spoiler, se você ainda não viu a temporada, não leia! 

E aí pessoal. Hoje estou aqui para falar da sexta temporada da série de zumbis mais famosa da atualidade... "The Walking Dead".  Eu sou fã da saga e já li tanto os quadrinhos quanto estou em dia com a série. Eu posso dizer que a adaptação para a TV como um todo, tem os seus pontos altos e baixos. 

Criado e adaptado por Robert Kirkman e Tony Moore. Um dos pontos altos é que a série segue a história dos quadrinhos, mas não totalmente. Ele se adapta e se modifica, dando assim, um ar de novidade para quem já leu os mais de 100 volumes de quadrinhos. Um exemplo que posso dar sobre isso são alguns personagens que em plena sexta temporada, causam alvoroço. O queridinho da turma, Daryl, não existe nos quadrinhos, muito menos a Sasha que na série ocupa o lugar da Andrea que já levou o farelo há três temporadas atrás. A pequena Judith, mesmo para um bebê, já era para estar morta também, assim como o Abraham e a Carol. E apesar disso, a série segue a história da HQ fielmente. Na primeira temporada, o grupo estava nos arredores de Atlanta, depois foram para a fazenda do Hershel, depois foram parar na prisão onde acabam cruzando o caminho do Governador, depois eles enfrentaram um grupo de canibais, eles encontram a Alexandria e por fim, um vilão que aparenta ser muito pior que o Governador fora em outrora. Negan. 

Ok, mas vamos começar do principio dessa temporada. A primeira parte desse sexto volume estreou no dia 11 de outubro de 2015, e segue o grupo do Rick junto com o povo de Alexandria se unindo para tirar um exército gigantesco de zumbis do caminho para a comunidade. Sem dúvidas, as partes envolvendo o planejamento para a locomoção dos zumbis até a execução do plano, é muito bem bolada e interessante. Não sei se fui o único, mas os primeiros capítulos pareciam que acabavam rápido de tão divertidos que eram. 


É claro que mesmo com tanta gente trabalhando em equipe para mover esses milhares de zumbis, não ia dar certo. Em meio a mortes, metade do gigantesco bando continua seguindo rumo a comunidade sendo guiados por um barulho de uma buzina misteriosa que apareceu repentinamente. 

No decorrer dos episódios nós vamos descobrindo o que aconteceu. Eu acho muito divertido as ligações que a série possui de uma temporada para outra, elas são sutis e importantes ao mesmo tempo. O ataque dos Wolves (o grupo de assassinos com a letra 'W' na testa) na comunidade, mostra outro lado mais perigoso que os zumbis num mundo pós-apocalíptico, a animalidade humana. É como se a população voltasse ao que Thomas Hobbs dizia: "Homem é o lobo do homem", ou seja, sem regras, sem leis, num mundo de cabeça para baixo, o mais forte vive e o mais fraco morre.

Acho que a série que no começo da temporada era frenética e ágil, vai perdendo fôlego quando os zumbis chegam nos muros da comunidade. Enquanto os mortos querem entrar, o roteiro dá espaço para o drama entre os personagens. Provavelmente, a situação que todos falavam: "Isso vai dar errado", é na relação entre Rick, Jessie, Ron e Sam. Depois que o marido de Jessie fora morto com um tiro a queima roupa pelo Rick, houve uma aproximação muito estranha entre o Ron e a família Grimes, e também pelo olhar e situações que o Ron dava tanto ao Carl quanto ao Rick, qualquer um podia notar que aquele garoto tinha segundas intenções. Sam, por outro lado, ficou totalmente traumatizado, tanto pela invasão dos Wolves quanto pelas palavras da Carol sobre os monstro o comerem vivo enquanto ele grita e ninguém escuta para salvá-lo. Jessie, por outro lado, tenta manter a sua relação com o Rick que estava um pouco fragmentada após o ocorrido na season finale da quinta temporada.

Ainda nessa primeira parte, a equipe consegue fazer com que o público tenha raiva de alguns personagens como o Morgan. Enquanto na primeira temporada ele era um pai preocupado em cuidar do filho, na terceira temporada ele era um louco assassino, nessa temporada ele é quase 'um anjo' que só quer ajudar e não quer matar ninguém, nem mesmo os Wolves que mataram dezenas de moradores da comunidade. Há quem diga que o Padre Gabriel teve mais utilidade do que o Morgan. 

Essa primeira parte da temporada acaba de uma forma muito inteligente, deixando o público curioso
para saber o que ia acontecer com os moradores daquela comunidade após a invasão do zumbis, e com uma bela cena pós créditos que nos apresenta um pequeno grupo da gangue dos Salvadores. Ao longo de oito episódios, nós sofremos várias emoções... Tensão ao ver o tamanho do bando de zumbis que caminha para a Alexandria, medo pela suposta morte de um personagem querido pelo público, sonolência por alguns episódios um tanto fora de hora como o capítulo intitulado "Aqui Não é Aqui" que mostra o que aconteceu com o Morgan para ele parar de matar, pena como foi o que me deu ao ver as ideias que Deanna tinha irem por água abaixo e o abalo dela com a perda do filho e do marido na temporada anterior, entre outras sensações.         

Após o fim da primeira parte, a série deu uma pausa e voltou no dia 14 de fevereiro. Continuando de onde ela parou, o episódio intitulado de "Sem Saída" trás um dos melhores momentos da temporada, talvez, da série onde todos se unem para lutarem contra os zumbis. Essa parte tem ótimos efeitos, cenas carregadas de tensão, e muita ação. Na série, foi a primeira vez que vemos uma criança ser comida viva por zumbis (as outras crianças já apareciam mortas ou transmutadas). E na minha opinião, se aquela pessoa sobreviveu com um tiro no olho, nada mata mais ele.       

Depois que o caso dos zumbis na Alexandria foi resolvido. Outro problema apareceu... 'Os Salvadores', como mencionei acima, esse grupo já havia feito uma pequena aparição nas cenas pós-créditos do ultimo episódio da primeira fase. Aqui, a ameaça é maior e vai tomando proporções cada vez mais tensas e sinistras. Tudo começa com o encontro de Rick e Daryl com Jesus no episódio mais engraçado da série até então... Muitas pessoas podem discordar de mim, mas ver o Rick e o Daryl sofrendo para capturar o Jesus, foi hilário. E por falar em Rick, para mim, ele superou bem rápido a morte da Jessie, o corpo dela ainda estava esfriando e ele já estava tendo um caso com a Michonne. Confesso que fiquei bem surpreso, se bem me lembro, nos quadrinhos a samurai tem um caso com o Morgan. Isso não aconteceu. Enfim, é apenas um detalhe.

Jesus apresenta ao grupo de Alexandria a comunidade Hilltop, um lugar bem naturalista onde os moradores não possuem armas (eles usam lanças artesanais), mas possuem muita comida e sofrem com os pedidos dos Salvadores que são liderados por um tal de Negan que exige metade de tudo que eles conseguem durante um determinado período de tempo. Então, em troca da metade de tudo que o povo de hilltop tem, o grupo de Alexandria se compromete a acabar com os Salvadores. Acho hilário quando o grupo do Rick, após matar um grande grupo de Salvadores, alguém pergunta: "Só queria saber qual deles é o Negan", eles de fato não tinham ideia com quem estavam lidando.

Em minha opinião, a partir desse episódio, começa a enrolação da série... Em um episódio que
poderia ser resumido em 15 minutos, nós vemos Carol e Maggie como reféns de um grupo dos Salvadores. Acho incrível que a produção tenha tido a "brilhante" ideia de colocar uma crise de consciência na Carol, agora, a badass não quer mais matar, graças ao Morgan que a "contaminou" com as suas ideias, em minha opinião, houve uma regressão na evolução da personagem com essa crise totalmente fora de hora. Também houveram buscas e mortes desnecessárias que eram de outros personagens. Estou falando de Denise no episódio "Duas Vezes Mais Longe" que além de morrer de forma previsível (É sempre assim, em filmes e séries de terror, num discurso de moral, a pessoa que está discursando é atacada ou morre, olha o caso do Samuel L. Jackson no filme "Do Fundo do Mar", ou do Eugene Byrd em "Anaconda 2"), era uma morte que nos quadrinhos era destinada ao Abraham. 

A preparação para a chegada do Negan foi feita cuidadosamente. Capítulo por capítulo dessa segunda parte é sobre isso... E conforme as coisas vão passando, a presença e o poder do inimigo vão ficando mais presentes e mais perigosas.Tudo foi enrolado na medida certa para fazer o grande vilão aparecer no último episódio da temporada que segundo alguns atores da série: "É o episódio mais chocante da franquia".

Eu assisti a season finale com muita expectativa. Quem leu os quadrinhos, sabia que o Negan ia aparecer e após uma rápida sessão de terror psicológico ele ia acabar com a vida do Glenn a pauladas da Lucille. Então, uma morte cruel de um personagem importante já estava sendo esperado por muita gente, além da curiosidade de saber se a série seria fiel aos quadrinhos e mataria mesmo o Glenn ou se outra pessoa iria sofrer o 'beijo da Lucille' no lugar do jovem asiático. O fato é... Ficaremos curiosos até outubro pois o episódio final não mostrou quem o Negan escolheu.

O final dessa temporada, sem dúvidas foi o que mais dividiu o público. Enquantos uns falam que isso foi uma jogada de mestre uma vez que o final da temporada despertou a curiosidade dos fans fazendo com que eles especulem várias teorias a respeito, além do fato de milhões de pessoas ficarem antenados na frente da TV em outubro (lançamento da sétima temporada). Outros dizem que série se acovardou, pois ela não teve a capacidade de acabar com um personagem importante no episódio final... Sem dúvidas, se fosse mostrado o Negan matando a pessoa escolhida, esse episódio seria chocante e memorável na franquia, e também, as pessoas ficariam curiosas para saber qual foi a reação do grupo perante a ameaça que o Negan é, e a perda desse ente querido. Eu confesso que após uma confusão de sentimentos, me decepcionei com esse episódio final.


Sobre o Negan, bem, quem leu os quadrinhos, sabe que esse cara consegue colocar quatro palavrões numa frase só, ele é altamente sarcástico e cruel, mata por diversão e possui uma grande quantidade de aliados, o que o torna ainda mais perigoso. Nesse contexto todo, apenas os palavrões em excessos foram tirados do personagem, afinal, a televisão possui algumas regras e os quadrinhos tiveram que ser adaptados. Mas, o ator Jeffrey Dean Morgan, dá um show interpretando o mais novo vilão da série, assim como o Andrew Lincoln dá um show interpretando o Rick amedrontado pelo Negan. Espero que o vilão faça jus ao personagem dos quadrinhos e taque o terror no futuro.

QUEM O NEGAN MATOU?

Essa é a maior dúvida até agora, eu acho uma falta de respeito da produção com os fãs. Fazêr-nos esperar seis meses para descobrir isso, é uma tortura. E se for parar para pensar, não vai ser algo tão impactante quanto seria se fosse feito no final da sexta temporada. Em minha opinião, a produção foi esperta sim, mas conseguiram estragar com a sensação que essa cena traria, em resumo, estragaram uma das cenas que poderia ser uma das mais memoráveis da série inteira.

Teorias sobre quem morreu não param de surgir, em meio as especulações, colocarei aqui algumas probabilidades, mas nada é oficial, as ideias são minhas com base do que li nos quadrinhos e o que vi na série. No final das contas, não existe certeza e nem conclusão de quem foi a vitima da vez.

1 - Se a produção seguir os quadrinhos, Glenn foi a vítima do Negan, Maggie vai se mudar para Hilltop junto com Enid que agora está assumindo o papel que é de Sophia (ela ainda está viva) nos quadrinhos.    

2 - Abraham é um personagem que nos quadrinhos, morreu com uma flechada no olho (morte dada a Denise na série), nesse sentido, a morte dele pode ter sido poupada para ele morrer pelo Negan.

3 - Daryl... Além do personagem não existir nos quadrinhos, matar ele seria uma ótima forma de fazer as pessoas terem raiva do Negan. 

4 - Eugene não pode morrer, ele vai fabricar balas para o grupo de Alexandria, além disso, ele tem um caso com a Rosita, pelo menos nos quadrinhos. 

5 - Sasha está ocupando a personalidade da Andrea que ainda está viva nos quadrinhos, então ela vai viver por esse motivo. Ainda sobre os quadrinhos, Andrea tem um caso com o Rick, mas como ele está com a Michonne na série, o caso entre Rick e Andrea foi transferido para Sasha e Abraham.

6 - Aaron é uma opção, mas não acredito que Negan mate ele já que não seria uma morte tão impactante quanto se fosse o Daryl ou o Glenn.

Curiosidades: Eu sei de pelo menos duas curiosidades hilárias que quero compartilhar com vocês.

1 - Lembra daquela cena do 12º episódio que tem as cabeças de zumbis alinhadas, onde eles estavam tentando escolher um substituto para o Gregory? Achou alguma delas familiar? A cabeça escolhida foi feita a partir de um molde de Greg Nicotero, produtor executivo e responsável pelas maquiagens dos zumbis. Mas além do Nicotero, uma das outras duas cabeças foi feita a partir de um molde de ninguém menos que Johnny Depp! Nicotero fez a revelação durante uma entrevista para o site Entertainment Weekly.

2 - Steven Ogg, fez uma participação no ultimo episódio da temporada. O ator emprestou o seu rosto para a criação do personagem Trevor no game 'GTA 5'. 


É isso gente, no geral... A sexta temporada do "The Walking Dead" foi uma montanha russa de emoções, mas como um todo, foi muito boa e bem melhor que a temporada anterior. Só espero que no futuro, a produção seja mais audaciosa e mate sem piedade os personagens quando for necessário, e que não fique nessa enrolação toda, afinal, a série já tem os seus fãs e não precisa disso. A minha nota é: 8,0.   


País de Origem: Estados Unidos.
Número de episódios: 16. 

Por: Michael Kaleel. 

5 comentários :

  1. Anônimo4/09/2016

    Vindo com um certo atraso, mas vamos lá: Esse é o mesmo comentário que eu fiz em um site de TWD.

    Eu vi um comentário na page oficial TWD no face que um cara se destacou comentando: "Que diabos aconteceu com o lança foguetes que o Abraham pegou naquele episódio?" fora os 2 mísseis que o Daryl usou em 6x09, deve ter sobrado mais né? eles poderiam ter usado nos bloqueios dos Salvadores na estrada ou podem usar mais pra frente na 7ª temp. ou quem sabe os produtores e o time todo esqueceram isso kkkk?

    Será que alguém mais reparou que as calças do Negan estavam meio "caídas" ? kkkkk

    Falando sobre o final: Eu aposto as minhas fichas que quem o Negan matou foi o Glenn pela lógica da hq, mas vamos levar em consideração ao 1º ep. da 7ª temp. que virá, ainda tem + gente naquela roda e o Dwight pegou de volta a besta do Daryl, e se na HQ ele mata o Abraham com ela..... sacaram [?]
    Os produtores ainda podem fazer com que o Negan mate outra vitíma na estreia da 7ª temp., então eu aposto nas possibilidades: Eugene ou Daryl.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há boatos de que o Dwight atirou no Daryl de proposito porque, ele sabia que com o Daryl ferido, o Negan não ia escolher ele. Foi um saldo de divida do Dwight com o Daryl já que o Daryl ajudou e.es em um episodio passado. E se for o caso do Megan não matar quem esta doente, ele não mataria a Maggie também.

      Excluir
    2. Esse boato é forte mesmo, eu acredito nessa possibilidade. Mas ouvi dizer do Sr. Spoiler Fox Walker BR que o Negan mata sim feridos. Ainda to na duvida.
      De qualquer jeito a 7ª temp. pode começar desse jeito.

      Excluir
  2. Anônimo4/09/2016

    Eu também queria saber que tipo de arma a Carol usou pra matar aqueles Salvadores no ep. 6x15 debaixo da manga da blusa ?
    Aaah... esqueceram de comentar sobre a aparição daqueles 2 caras de armadura da comunidade/zoo "O Reino". Eu queria saber aonde fica esse Reino, em Washington ?

    ResponderExcluir
  3. Cada vez que eu via aquelas estradas bloqueadas, eu pensava: por que raios não atiram com os lança mísseis do Daryl???

    ResponderExcluir