5 de junho de 2016

Crítica: Caçadores de Mentes (2004)

Back to 2004, os slashers estavam ficando cada vez mais escassos, o público estava se cansando da mesma premissa de sempre e os estúdios procurava inovar nos filmes pra ver se ainda lucravam com o gênero terror. Considero Caçadores de Mentes um protótipo de filme de ação com slasher, uma mistura meio inusitada mas que gerou um resultado bacana e divertido. Sabe aqueles filmes que você se pegava assistindo no Supercine? Ele se encaixa exatamente nessa posição.

Já tinha ouvido falar dele sim mas nunca me interessei (nunca cheguei nem a ver a história), pois realmente achava que era filme de ação, que não é muito a minha praia. No entanto, recentemente, um leitor o recomendou numa postagem daqui do blog, então fui procurar pra ver sobre o que se tratava e achei a premissa bem interessante.

Strike a pose.
A pegada de vários personagens e um assassino à solta fazendo vítimas foi claramente tirada do slasher, mas pra dar uma diferenciada, temos aqui um grupo de policiais se formando no FBI ao invés de adolescentes ou pré-adultos bonitinhos. Eles estão estudando pra serem analistas de perfis, aqueles que analisam suspeitos para o caso. Apesar do estado, todos estão pra lá dos 24 anos, alguns com 30 já. Ou seja, um grupo bem formado e inteligente.

Uma das técnicas do ensino feitas pelo instrutor profissional, Jake (Val Kilmer, que já foi Batman mas hoje ninguém se lembra mais, rs) são feitas através de simulações realistas. A última chance deles passarem está numa simulação final, onde o grupo é mandado para uma pequena ilha da propriedade do FBI, onde eles irão investigar um falso caso final.

O grupo é formado por Sarah (Kathryn Morris, no início da série Arquivo Morto), J.D. (Christian Slater, outro canastrão que nem Kilmer), o cadeirante Vince (Clifton Collins Jr), Lucas (Jonny Lee Miller), Nicole (Patrícia Velásquez, A Múmia), Bobby (Eion Bailey) e Rafe (Will Kemp). De última hora, Gabe (o mais canastrão de todos LL Cool J, Halloween H20), um analista profissional é mandado pra se juntar a equipe de estudantes.

O gatinho era o assassino?
Chegando na ilha, eles são apresentados ao local e deixados lá. No dia seguinte, eles partem pra procurar a cena do "crime", feita por manequins, mas bem preparada. No entanto, uma armadilha é deixada, o que faz com que um deles morra brutalmente. Essa cena é interessante por que realmente te surpreende, apesar do CGI forçado, que volta em outras cenas, mas não tantas.

O grupo logo entende que há um assassino entre eles, deixando armadilhas e pistas em relógios, indicando a hora em que um deles irá morrer. Daí o filme inteiro fica nesse jogo de gato-e-rato, aponta não aponta, enquanto o tempo passa e um por um, eles vão morrendo. Interessante não?

A direção fica por conta de Renny Harlin, um nome já conhecido no gênero de terror. Ele foi responsável por A Hora do Pesadelo 4 - O Mestre dos Sonhos (1988), Do Fundo do Mar (1999), O Exorcista - O Início (2004) e o mais recente O Mistério da Passagem da Morte (2013). Como deu pra ver, os filmes que ele comandou não são os melhores exemplos de filmes, mas são filmes divertidos. E esse talvez seja um dos melhores, pra falar a verdade.


Como falo mais a frente, é um filme ágil, sabe como usar o tempo que tem, mas em alguns detalhes ele tropeça. Um exemplo é o foco que dão nos métodos do assassino em relação com o tempo e no final fazem uma pequena bagunça na história, meio complicada demais pra acompanhar. Outra coisa é que o assassino tava contando muito com a coincidência e teria que prever o futuro, bem dizer, pra que seus planos saíssem conforme planejados.

No geral, Caçadores de Mentes é um bom filme, é divertido, tem uma história boa, um desenvolvimento que sabe te deixar preso, apesar de uns furos no roteiro na última meia hora, sem falar numa cena gigantesca onde dois personagens lutam debaixo d'água por mais de 2 minutos. 
por Neto Ribeiro

Título Original: Mindhunters
Ano: 2004
Duração: 106 minutos
Direção: Renny Harlin
Roteiro: Wayne Kramer, Kevin Brodbin
Elenco: Kathryn Morris, LL Cool J, Christian Slater, Clifton Collins Jr, Jonny Lee Miller, Val Kilmer, Patricia Velásquez, Eion Bailey, Will Kemp

Postar um comentário