31 de julho de 2016

[Lista] 8 filmes de terror "body-horror" para ver


por Neto Ribeiro

Muita gente não conhece esse termo popular, mas body horror é um subgênero mais frequente nos filmes de terror do que você imagina. Segundo o Urban Dictionary, body horror é "um gênero - de filmes, livros, quadrinhos, etc - em que o principal foco é a destruição gráfica do corpo humano. Geralmente envolve alguns do detalhe a seguir: aliens, sangue, fungos, transformações involuntárias, parasitas, etc."

Como se deu para perceber, são aqueles filmes bem nojentos, cheios de gore, pus, sangue, etc. Apesar de parecer algo gratuito, muitos desses filmes valem até a pena ver (alguns deles são até clássicos do cinema e que muita gente ainda não viu). Portanto, aqui estão 8 filmes de terror body horror para ver!


A Mosca 
de David Cronenberg | The Fly | 1986

Foi esse filme que me deu a ideia de fazer essa listinha pro blog. Lá estava eu vendo ele, um filme clássico do horror e percebi que muitos filmes antes ou depois dele tem características semelhantes, o que me fez pesquisar um pouco. Estrelado por Jeff Goldblum (Jurassic Park) e Geena Davis (Os Fantasmas se Divertem), A Mosca acompanha um cientista que desenvolve uma máquina de teletransporte e ao testá-la em si mesmo, acaba acidentalmente tendo seu DNA fusionado ao de uma mosca que entrou na cabine sem ser notada. Aos poucos ele então vai se tornando um monstro, uma versão humanóide de uma mosca.


Seres Rastejantes
de James Gunn | Slither | 2006

Um filme extremamente subestimado pelo público mas que vale muito a pena ver. Ele é uma espécie de reimaginação não oficial de A Noite dos Arrepios (1986) e foi dirigido pelo James Gunn, que 8 anos depois viria a dirigir Guardiões da Galáxia (2014). Na história, um homem (Michael Rooker, The Walking Dead) encontra os destroços de um meteoro, que o infecta com uma larva alienígena, tornando-o seu hospedeiro. Sua esposa (Elizabeth Banks, O Mistério das Duas Irmãs) acaba virando alvo de um cara controlado por esses seres rastejantes, que rapidamente se espalham pela cidade causando caos.


Contracted
de Eric England | Idem | 2013

Projeto independente e curioso, talvez seja o filme que siga mais à risca a ideia dessa lista. Após uma transa com um estranho, uma jovem desconfia que contraiu alguma doença. Os sintomas? Feridas, sangramentos, pus, unhas caindo e tudo que possa imaginar. O foco do filme é exatamente ver a garota se deteriorando aos poucos, com cenas extremamente nojentas. Em 2015 foi lançada a sequência, Contracted: Phase 2, que acompanha um amigo da protagonista do primeiro filme que também foi infectado.


Fome Animal
de Peter Jackson | Braindead | 1992

Filme louco pra caralho!!! Desculpe-me o termo, mas sem dúvidas, esse longa dos anos 90 tem gore de sobra e se tem uma coisa que ele tem, apesar de não ser o principal foco, é o body horror. Primeiro, é um filme mais comédia que terror, mas não posso deixar de recomendá-lo para vocês. Um macaco exportado de uma ilha traz uma doença contagiosa que transforma convidados de uma festa em zumbis violentos e sanguinários!


Espinhos
de Toby Wilkins | Splinter | 2008

Outro filme não tão conhecido que vale a pena pelo ótimo suspense e dinâmica do roteiro. Esse daqui é mais contido e tem tanto o cenário quanto os personagens limitados: dois casais ficam presos em um posto de gasolina enquanto um parasita mortal ataca do lado de fora. O mais interessante do filme é que a violência não é seu ponto alto, mas sim os detalhes novos e originais, como esse parasita que faz brotar espinhos e jorrar sangue negro de quem está infectado. Filmaço!


Cabana do Inferno
de Eli Roth | Cabin Fever | 2002

Tão prolífero que rendeu duas sequências e um remake lançado esse ano (crítica aqui) que literalmente reusou o roteiro, Cabin Fever foi o primeiro longa de Eli Roth, que viria a comandar O Albergue (2006) e Canibais (2013). O cara criou a história depois de uma experiência bem bizarra que o próprio teve, após pegar uma doença na pele. No filme, 5 amigos vão para uma cabana e acabam pegando uma doença ultra-contagiosa, que faz a própria pele derreter. Aos poucos, cada um vai se infectando e criando uma trama bem sinistra e cômica ao mesmo tempo.


As Ruínas
de Carter Smith | The Ruins | 2008

Um grupo de amigos de férias no México encontram um templo maia que abriga um tipo de planta perigosa que, uma vez que entra em contato com seu corpo, se fixa dentro da pele, crescendo até que você morra. Um suspense subestimado que realmente vale a pena. É baseado em um livro (que eu até hoje procuro ler) e consegue ser bem criativo. Só acho o final um pouco fraco, já que o final alternativo que ficou de fora da versão final era bem mais firme e pessimista.


O Enigma de Outro Mundo
de John Carpenter | The Thing | 1982

Não podia deixar esse do lado de fora. Crássico do John Carpenter, responsável por filmaços como Halloween (1978), À Beira da Loucura (1994) e principalmente esse. Pra fechar com chave de ouro, temos "the ultimate alien in terror", numa história onde pesquisadores numa base do Alasca se deparam com um organismo alienígena que tem a capacidade de replicar qualquer humano e se passar por ele. Logo, ninguém quem ainda é humano e quem é alienígena. FILMAÇO!!!

3 comentários :

  1. Ótima lista, mais faltou o thanatomorphose e bite!!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, é que a imagem de cada filme referente ao texto fica acima do texto e não embaixo! Abraço!

      Excluir