19 de outubro de 2016

Crítica: Scream | Especial de Halloween (2016)


O post contém spoilers sobre os episódios.

por Neto Ribeiro 

Após o fim da segunda temporada, onde o assassino foi revelado mas ainda foi deixado ganchos sobre um outro assassino, a MTV divulgou que exibiria mais dois episódios extras como um especial de Halloween de Scream, aposta de terror do canal que serve como uma adaptação televisiva da franquia Pânico, de Wes Craven.

Crítica: Scream | 1ª Temporada (2015)
Os dois episódios - intitulados Halloween e Halloween II - se passam 8 meses após a revelação de Kieran (Amadeus Serafini) ser o responsável pelos assassinatos da segunda temporada, onde sabemos que ele era namorado de Piper (Amelia Rose Blaire), a assassina da primeira temporada. Sabemos também naquele episódio que há um outro assassino, provavelmente rival do Kieran.


Bom, tudo começa com Kieran sendo assassinado após seu julgamento. O outro assassino tinha feito um acordo com ele para soltá-lo mas corta a garganta dele ao invés disso. Foi uma jogada boa e inesperada para abrir o especial. Com a morte do Lakewood Killer nas notícias, Emma (Willa Fitzgerald) tenta ao máximo se afastar dos problemas, então ela aproveita a chance de sair de Lakewood quando Noah (John Karna) e Stavo (Santiago Segura) são convidados para ir à uma ilha. Bem Eu Ainda Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado (1998), não?

A dupla escreveu um livro sobre os assassinatos chamado The Lakewood Six e o editor deles, Jeremy (Alex Esola), está os pressionando a escrever um segundo livro, já que faz parte do contrato. Ele quer que os dois escrevam sobre a lenda de Anna Hobbs (Stevie Lynn Jones), uma garota que no século passado assassinou sua família na ilha de Shallow Grove.

Daí, todos os cinco vão para a ilha, acompanhando-os. Mas claro que chegando lá um assassino começa a matar o pessoal e persegui-los, mas não usando a identidade do Brandon James, mas sim a máscara e arma que Anna Hobbs supostamente usou para matar sua família.


O ponto alto do episódio é que a violência rola solta. Como a sua dinâmica de episódio duplo funciona como um filme televisivo, então temos a estrutura parecida com um filme slasher, o que deu uma certa liberdade para que a história se desenvolvesse como um filme sem ficar arrastado como a série. Então, as mortes são bem feitas e são razoavelmente muitas, já que não podiam matar o elenco principal agora que a terceira temporada vai rolar.

O ponto baixo, que é meio fácil de se relevar, é que o especial é meio avulso da série. Ainda que tenha revelações diretamente conectadas com a história de Brandon James, os episódios são meio independentes, o que me fez lembrar de Scooby-Doo, pela forma que os cinco vão na ilha, sofrem ataques de um vilão, descobrem sua identidade e vão embora, rs. Numa forma geral, o especial não faz nada demais para a história.

Além disso, achei que os roteiristas perderam a chance de fazer algo grande para a série. Mesmo que a dinâmica do especial seja diferente, a revelação do assassino de Shallow Grove cai na mesmice e não causa muito choque. Já desconfiava da pessoa desde o início do episódio e pareceu que não se preocuparam muito em desviar as suspeitas dela pelo resto do especial, já que continuei firme achando que era ela.


Alguns mistérios são deixados para a próxima temporada, como por exemplo: o assassino da ilha era apenas um fã obcecado pela Emma e não foi o responsável pela morte do Kieran. Cenas depois, vemos o pai da Emma (Tom Everett Scott) observando o túmulo de Kieran. Além disso, alguém com o sobrenome "James" chega em Lakewood. Será que o pai de Emma matou Kieran? Será que Brandon James tá vivo? Ou é o seu irmão, Troy? Só vamos descobrir em 2017.

Como uma diversão descompromissada, o especial faz bem. Tem mortes e uma dinâmica slasher que não vemos há um tempinho - e que convenhamos, a série precisa um pouco. A terceira temporada só estreará em 2017 e terá apenas 6 episódios, então espero que eles trabalhem a história e amarrem bem tudo, já que tudo indica que será a última temporada devido à baixa audiência.

Um comentário :

  1. Só eu fiquei super desconfiada da namorada da Audrey? Ela descobriu a passsagem secreta da casa principal da outra antes de todo mundo e tava segurando a foto que revelava a verdadeira identidade do dono da casa. Pensando Fora que do nada ela aparece de novo na hora que o assassino morre, junto c todo mundo, sendo que ela não estava na casa quando encontraram a passagem. Tipo?????? Não fiquei suspeita de que ela fosse a assassina, mas ou tem alguma errada com essa menina ou eles simplesmente foram 100% relapsos com a personagem.

    ResponderExcluir