29 de maio de 2017

Crítica: Hounds of Love (2017)


Não é de hoje que a Austrália entrega bons filmes de horror. Dentre alguns que valem a pena conferir são os ótimos Wolf Creek - Viagem ao Inferno (2005), sua sequência Wolf Creek 2 (2013), Morte Súbita (2007), Lake Mungo (2008), The Loved Ones (2009), Triângulo do Medo (2009), The Tunnel (2011) e até o sucesso estrondoso The Babadook (2014), considerado o melhor filme de terror de seu ano. Ou seja, não é uma surpresa que um filme originário do down under seja competente no que faz. O mais recente da lista é Hounds of Love, um thriller sobre sequestro e abuso que vale a pena conferir.

A trama se passa nos anos 80 e se dá início quando a adolescente Vicki (Ashleigh Cummings) é sequestrada pelo casal Evie (Emma Booth) e John (Stephen Curry). Mas filmes desse estilo tem aos montes por aí. O que o diferencia dos outros? Ao contrário da maioria, o foco de Hounds of Love não está na vítima e em todo o sofrimento que ela passa na mão dos dois e sim em Evie, uma mulher dependente do marido por inúmeras razões e que colabora com o sequestro de jovens para que ele possa se aproveitar delas e matá-las em seguida.

É uma abordagem bastante interessante e que, que eu saiba, não foi interpretada anteriormente em nenhum filme. Segundo o roteirista/diretor Ben Young, aqui em sua estreia, ele teve a ideia para a história após ler um livro sobre assassinas em série, o que o remeteu à uma história que seus pais o contava para assustá-lo quando era menor sobre um casal assassino.


Young desenvolve seu roteiro de estreia num ótimo thriller com requintes de drama que me fez imaginar o seguinte: se tivesse sido produzido na América com nomes de peso, como Nicole Kidman no papel de Evie, poderia ter tido um grande reconhecimento nas premiações. Embora este não seja o caso, Hounds of Love recebeu inúmeros elogios nos festival e atualmente está com 92% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Não que a comparação acima seja uma desfeita, já que um dos maiores méritos do filme é a atuação de Emma Booth, muito competente no seu papel e que realmente sabe como conduzir a história de sua personagem, suas revoltas e suas angústias. Os outros dois atores principais também cumprem seus papéis mas, para mim, não se destacam além do convencional.

Para mim, o mais bacana do roteiro foi ele conseguir manter uma ambiguidade entre as personagens Evie e Vicki. É quase impossível você não sentir pena de Evie em pelo menos algum momento do filme e perceber que ela é uma vítima tão quanto a Vicki, embora algumas de suas atitudes gritem o contrário. Creio que o título do filme evidencia um pouco essa relação abusiva do casal, embora ele seja uma referência ao cão, já que "hounds" significa "cão-de-caça" ou algo do tipo.


Talvez o que não tenha me agradado tanto quanto o resto do longa tenha sido o desfecho. Eu esperava algo mais conclusivo, embora ele não seja necessariamente ruim. É uma conclusão bem "bonita" e que vai apelar pro emocional do público. Assim como em outras situações do longa, que foi outra coisa que eu curti. O filme tem várias cenas introspectivas e embora não abuse de violência e sangue, ele tende a usar cenas que mexam com o psicológico do público em situações banais, desde a manipulação absurda de John com a esposa até mesmo a uma cena onde o cara mata um animal, que não é explícita, mas o simples barulho incomoda bastante.

Não poupo palavras para falar que Hounds of Love é um dos melhores filmes do gênero do ano e que com certeza irá figurar nossa lista no fim de 2017. É um filme bem dirigido, com fortes atuações e com um ótimo roteiro que aproveita todas as suas ideias numa trama fácil de se conectar com o público. Só assistam!
por Neto Ribeiro

Título Original: Hounds of Love
Ano: 2017
Duração: 108 minutos
Direção: Ben Young
Roteiro: Ben Young
Elenco: Emma Booth, Ashleigh Cummings, Stephen Curry


Description: Rating: 4 out of 5

5 comentários :

  1. Anônimo5/30/2017

    Eu assisti este filme primeira uma metade, depois a outra. O intervalo foi pra respirar.

    ResponderExcluir
  2. Eu acabei de baixar o filme. Dou muito valor às críticas de vocês. Sempre que sai alguma crítica eu vou logo pro ultimo parágrafo, vejo se vocês gostaram do filme, se sim, baixo o filme, depois assisto e por fim, leio a crítica inteira. Vocês são de mais!!! Me digam uma coisa, qual o melhor filme de terror/suspense de 2017 até agora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Gustavo, estamos muito agradecidos!

      Bom, até agora Corra! (Get Out), mas ainda temos sete meses pra ver o que o ano tem guardado, haha.

      Excluir
  3. Hummm... Muito interessante este filme (Get Out)! Com certeza um dos melhores. Vocês já fizeram a crítica do filme LIFE (VIDA) ??? Estou com ele baixado aqui, mas vi criticas negativas. Vocês assistiram? Indicam?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por coincidência acabamos de publicar a nossa crítica dele, Gustavo!
      Leia aqui: http://sessaodomedo.blogspot.com/2017/06/critica-vida-2017.html

      Excluir