8 de junho de 2017

Crítica: O Experimento Belko (2017)


Pode entrar, um dos melhores filmes de terror do ano. Conheçam The Belko Experiment, uma película extremamente divertida e que irá agradar bastante os fãs do gênero! Esta produção é a nova empreitada de Greg McLean, diretor dos dois Wolf Creek e Morte Súbida, junto com o roteiro de James Gunn, responsável por Seres Rastejantes (2006), Guardiões da Galáxia (2014) e sua sequência. 

A trama do longa acompanha uma empresa sediada em Bogotá, a Belko Industries, que oferece empregos à americanos em países latinos. Parecia ser mais um dia de trabalho para os funcionários da filial mas logo se torna exatamente o contrário. Os 80 funcionários presentes se veem trancados e selecionados, quando uma voz no interfone diz que eles participarão de um experimento e que nos próximos 30 minutos duas das oitenta pessoas deverão estar mortas.

Pensa-se que é uma pegadinha ou um teste psicológico, mas quando os trinta minutos se passam e ninguém morre, a "voz" explode duas cabeças, através de chips da empresa implantados no pessoal. Um novo desafio é lançado: nas próximas duas horas, 30 pessoas devem estar mortas senão 60 morrerão. Começa então um jogo violento de matar ou morrer, onde ninguém é confiável.


Essa premissa onde pessoas são postas em um local para se matarem não é nova e a principal fonte de inspiração aqui é Battle Royale (2000), filme que inclusive inspirou o hit Jogos Vorazes (2012). No entanto, graças ao ótimo roteiro de Gunn, a história nunca parece previsível e sempre que você acha que uma coisa vai acontecer, acontece o contrário.

O que também auxilia nessa sensação é a ideia da história se passar num escritório, então podemos ver a relação de falsa camaradagem entre os personagens antes do lockdown e como eles se voltam uns contra os outros depois. Uns até parecem estar aproveitando a oportunidade para fazer o que sempre quiseram fazer com os colegas de trabalho.

Como é de se esperar, os personagens se separam em grupos e vira um bacanal de gore para tudo que é lado. Isso é legal por que o roteiro tem a oportunidade de explorar o que o instinto de sobrevivência é capaz de causar. Então pode esperar algumas reviravoltas aqui e ali.


Embora seja principalmente um longa de terror, The Belko Experiment também tem boas doses de humor e que nunca atrapalham o clima de tensão durante a projeção. A trilha sonora participa desse quesito, emplacando versões em espanhol de I Will Survive e California Dreamin' que soam bem engraçadas em cena. Algumas tiradas te fazem gargalhar e segundos depois sangue é jogado na tela! Por falar de sangue, o filme não polpa sangue falso e tem mortes pra caralho, umas bem violentas inclusive.

Não mencionei nenhum personagem na descrição do filme pois são muitos e não parece muito relevante, mas mesmo com o grande elenco, cada personagem tem sua função na história e a maioria deles conseguem soar bem carismáticos em meio ao caos.

Uma descrição bem adequada para o filme é que ele é um horror satírico, uma mistura de The Office com O Segredo da Cabana com Battle Royale. Acho que a principal meta dele é divertir e ele faz isso muito bem, então não procure consistência onde não precisa ter. Para alguns, The Belko Experiment pode não soar como uma grande coisa mas para outros, eu incluso, é um belo filme de terror, brutal, puro entretenimento. Estávamos precisando de uma farofa assim, já que ninguém aguenta mais filme de fantasma batendo porta e puxando lençóis. Para mim, é um dos melhores filmes do ano juntamente com Corra! e Hounds of Love.

por Neto Ribeiro

Título Original: The Belko Experiment
Ano: 2017
Duração: 88 minutos
Direção: Greg McLean
Roteiro: James Gunn
Elenco: John Gallagher Jr., Tony Goldwyn, Adria Arjona, John C. McGinley, Melonie Diaz, Josh Brener, Michael Rooker

Description: Rating: 4 out of 5

11 comentários :

  1. Vocês vão me matar com tanto filme bom!!!! MEU DEUS! EU AMO VOCÊS!!!

    ResponderExcluir
  2. Ótima crítica, já baixei ele e só estou esperando as legendas em ptbr.

    ResponderExcluir
  3. Deve ser muito bom. Vou esperar chegar online.

    ResponderExcluir
  4. "Para alguns, The Belko Experiment pode não soar como uma grande coisa mas para outros, eu incluso, é um belo filme de terror, brutal, puro entretenimento. Estávamos precisando de uma farofa assim". É bem farofona o filme! Bem, não sou mais fã de filmes assim, mas com certeza o filme não é ruim! Depois de assistir tantos filmes bons indicados aqui no bloog, eu esperava um filme no nível de INVITATION (melhor filme da vida, obg pela indicação).

    ResponderExcluir
  5. E ai pessoal, sou novato por aqui, encontrei o site procurando opiniao sobre este "belko experiment". Me interessou quando vi James Gunn envolvido no projeto, queria saber se só eu achei o filme descartavel, parece que sim. Mais fiquei abismado quando li aqui que "the invitation" é o melhor filme da vida do leitor. Não quero ser melhor que ninguem so que amigo vc precisa conhecer mais filmes antes de dizer isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geralmente quando falam "melhor filme da vida", não se deve levar ao pé da letra, serve como um grande elogio para o filme. Quanto à Belko, é um filme extremamente divertido, mas nada muito memorável. Isso para mim não é um defeito.

      Excluir
  6. Estou ansiosa pela á continuação que deu a entender que vai ter ..

    ResponderExcluir
  7. Ótimo filme, concerteza um dos meus preferidos, vi umas críticas ruins desse filme mesmo assim eu assisti e amei

    ResponderExcluir
  8. Acabei de assistir a esse filme e com certeza é pura diversão. Aconteceu o que eu temia, que era a gente acabar não se apegando a ninguém, entretanto, me simpatizei com muitos personagens justamente por causa de uns atores que eu já conhecia. Não atrapalha em nada, mas é muito mais legal quando o personagem morre e você sofre por isso.
    Destaque para a cena do saguão, que, pra mim, foi uma das melhores.

    ResponderExcluir