29 de junho de 2017

Crítica: Re-Animator (1985)


Gato morto. Detalhes depois.

Embora não tenha gerado uma enorme franquia, Re-Animator é uma das pérolas dos anos 80 mais cultuadas atualmente. Dirigido por Stuart Gordon, o filme é baseado em um conto do H.P. Lovecraft, adaptado para a década de lançamento. Previamente, seria uma peça, depois foi reformulado para um piloto de série e depois virou o filme que conhecemos hoje.

Uma obra bastante divertida e regada à sangue, a história acompanha um estudante de medicina, o Dan (Bruce Abbott), que noiva com a filha do reitor de sua universidade, a bela Megan (Barbara Crampton). Para diminuir gastos, ele aluga um quarto, dividindo o lugar com o recém-chegado Herbert West (Jeffrey Combs), outro estudante de medicina cheio de segredos.

Acontece que Herbert está trabalhando numa substância capaz de reviver seres vivos. Ele havia testado anteriormente a solução verde brilhante em seu antigo professor, mas houve efeitos colaterais pela dosagem ter sido "alta demais", segundo ele. Quando Dan descobre que seu gato havia morrido, Herbert demonstra seu experimento no bicho... e funciona. Apesar disso, o gato retorna violento, como o ex-professor. Dan resolve ajudá-lo nos próximos testes.


A próxima tentativa ocorre com um cadáver no necrotério da faculdade. Eles conseguem reviver o homem mas ele volta como um tipo de zumbi. Entra em cena o pai da Megan e reitor, que acaba sendo morto pelo brutamontes. O que eles fazem? Dão a mesma dose para ele também. Começa então um grande emaranhado de situações que culminam com o Dr. Hill (David Gale), médico pesquisador, professor e colega do roteiro, descobrindo o que aconteceu com o mesmo e planejando roubar a substância de Herbert! 

O filme tem uma natureza cômica que diverte bastante e pode garantir risadas durante a filmagem. Mas mesmo assim, não se torna algo tosco demais. Ainda é bem possível soltar um "nossa" com os sangrentos efeitos especiais e maquiagem, realizados por John Naulin, que já trabalhou em Do Além (1986) e Criaturas (1986). Naulin disse ter usado várias fotos grotescas do necrotério de uma prisão americana e chegou a gastar 24 galões de sangue falso. Essa dupla função do filme se dá pela direção do Gordon, que sabe exatamente quando chocar e sabe exatamente quando jogar uma piada para tirar a tensão. É um filme que sabe como trabalhar sua própria história, sabe suas limitações e suas condições. 

Embora a história tenha pequenas inconsistências, o filme é um excelente exemplar da década em que foi lançado. Re-Animator tem cada situação bizarra, cenas com tripas e miolos, muito sangue que a única coisa que resta é sentar e se divertir pra caralho. O ápice é quando o Dr. Hill, decapitado e ressuscitado, começa a reviver outros mortos e sequestra Megan, colocando sua cabeça decepada pra fazer um oral na moça!!!


A história toma emprestado a velha brincadeira de bancar o Deus que sempre dá errado e traz várias influências à Frankenstein de Mary Shelley. Mas o mais legal do roteiro é que ele é apresentado de uma forma bem original. Embora tenha alguns "zumbis", as cenas envolvendo-os são dinâmicas e violentas e não de uma forma banal como vemos hoje em dia.

Esse é um dos melhores filmes trash que você pode encontrar. Um trash de se encher os olhos, repleto de gore, nudez e um clima dos anos 80 que não irá achar em nenhum outro filme. 

O filme gerou duas sequências: A Noiva do Re-Animator (1989), bem baseada em A Noiva de Frankenstein (1935) e o filme-para-tv Re-Animator: Fase Terminal (2003). Há um quarto filme sendo produzido, Re-Animator: Evolution, mas há um bom tempo não sai mais notícias do mesmo.
por Neto Ribeiro

Título Original: Re-Animator
Ano: 1985
Duração: 86 minutos
Direção: Stuart Gordon
Roteiro: Stuart Gordon, William J. Norris, Dennis Paoli
Elenco: Bruce Abbott, Jeffrey Combs, Barbara Crampton, David Gale, Robert Sampson,

2 comentários :

  1. Assisti na época quando passou nos cinemas. É bem divertido e um dos melhores trash da década de 80.

    ResponderExcluir
  2. clássico absoluto... não tem o q falar

    ResponderExcluir