2 de agosto de 2017

Crítica: O Retorno dos Tomates Assassinos (1988)

Os tomates mudaram. 

Dez anos depois do primeiro filme, uma sequência foi produzida. Ele volta a ser dirigido pelo John De Bellon, conta com a mesma equipe produtiva do primeiro longa. Ainda não é nesse filme que os tomates tem rosto, mas nós podemos perceber uma certa evolução nas frutas em relação ao filme anterior, afinal, dez anos depois a equipe aprendeu algumas técnicas novas. Apesar disso, depois de ver o primeiro tomates assassinos, você não espera que a continuação seja algo sério, não é?

O filme começa com um apresentador de um programa qualquer anunciando o filme 'O Retorno dos Tomates Assassinos' numa espécie de quebra da quarta parede (quando os personagens do filme começam a conversar com a câmera como se estivesse falando com você) com um tom de metalinguagem. 

Quando a película começa, vemos um monte de garotas na praia fazendo topless... Aí o apresentador argumenta que aquele não é o 'Ataque dos Tomates Assassinos 2', então é colocado o filme, mas não se engane! Um ponto legal do filme é que tudo que aparece aqui, se encaixa em algum momento na produção, é como um quebra cabeça onde até o final do longa, as peças vão se encaixando... Agora se você gostar ou não, vai depender do seu gosto.


De cara a história começa numa casa velha onde um velho cientista, Mortimer Gangreen, e uma bela ajudante, chamada Tara, fazem experiências com tomates. E num desses projetos, o cientista consegue transformar um tomate em um soldado. Pronto, já temos a ideia para o retorno das frutas. 

Dez anos depois do primeiro filme, o paraquedista, Wilbur Finletter (Steve Peace), é considerado um herói, ele abre uma pizzaria e os tomates foram banidos do país pelo governo, Chad Finletter (Anthony Starke), é o sobrinho do paraquedista e trabalha como entregador de pizza. Além de Chad, Matt Stevens (George Clooney) também trabalha no estabelecimento.

Eles chamam a batalha do primeiro filme como "A Guerra do Grande Tomate". Mesmo assim, o governo lida com contrabandistas que insistem em trazer os tomates para território americano.  

Chad tem uma encomenda para a casa de Gangreen, lá Tara o atende, ela tem uma forma semelhante a de um robô tanto na forma de agir quanto a de falar, mas a verdade é que a moça é um tomate transformada em ser humano. Ao redor da casa tem alguns homens bem fortes que logo ficamos sabendo que são os tomates transformados em pessoas. 

Se você acha que precisa ver o primeiro para entender esse filme, pode esquecer!... Wilbur faz um rápido resumo sobre os acontecimentos do filme anterior, ele ainda diz que Jim Richardson (Rick Rockwell) não morreu como foi mostrado no filme anterior, aqui ele foi preso... Além disso, especulá-se que Gangreen talvez pudesse ter um envolvimento maior na história dos tomates. 

Durante as experiências, um tomate peludo surge, Gangreen manda jogar fora, mas um tomate no corpo de uma mulher, Tara, se sensibiliza com a fruta diferente e a resgata do lixo, batizando-a de 'TP', tomate esse que mais lembra o Mogwai Gizmo da franquia 'Gremlins'. A moça vai até a pizzaria, se encontra com Chad. Aqui temos umas falas bem engraçadas onde ela sorridente se oferece para fazer sexo com o rapaz. Depois de perceber a enorme ingenuidade da garota, ele a leva para a sua casa onde, de fato eles ficam juntos. Vale ressaltar que Matt mora junto com Chad, e logo percebe que Tara é a personificação da "mulher perfeita".

Gangreen percebe o sumiço de Tara e manda um bobalhão chamado Igor procurar por ela. A sua primeira para é no presídio, lá ele se encontra com Jim. Enquanto isso, o amor entre Chad e Tara vai crescendo, vale ressaltar a presença de um mimico que aparece em todos os lugares.

Ao entrarem numa loja, o casal se depara com o dono traficando tomates, isso causou revolta de Chad, e por outro lado, Tara ficara bem chateada com ele pela forma de como ele vê as frutas. Isso é um ponto até interessante, Tara diz que os tomates devem se sentir mal por serem criados para serem comidos, e isso é revoltante... É o outro lado da história. Num restaurante, ao escutar uma musica, Tara acaba virando um tomate, assim assustado todos do estabelecimento, mas após ouvir o som do relógio, ela volta ao normal. Chad que havia ido ao banheiro não se dá conta do ocorrido. 

O tomate TP acabou sendo descoberto pela população, e o medo de uma possível volta dos tomates acaba se tornando eminente. Também temos a volta do 'mestre dos disfarces', Sam Smith (Frank David) que aparece na pizzaria alegando que ele recebeu uma denuncia de que haviam tomates na região. Enquanto isso, Igor continua seguinte Tara, Chad e Matt com um caminhão de lixo. Chad, percebendo que estão sendo seguidos, resolve investigar e vai atrás do caminhão, ele acaba descobrindo que Gangreen está transformando tomates em pessoas através de lixo tóxico e musica, coisa que antes era o ponto fraco dos tomates.


Após Chad descobrir que Tara é um tomate, ela sai correndo e acaba sendo capturada por Igor, porém, deixando TP cair no chão. Chad com a ajuda de Matt vão atrás da donzela em perigo, mas acabam encontrando TP... Os dois resgatam o tomate peludo e continuam com a busca por Tara.

Chad e Matt decidem ir até o laboratório do doutor Gangreen uma vez que com os equipamentos do cientista, eles possam reverter o processo e transformar Tara, que eles acham que está na forma de um tomate, de volta em uma pessoa. Então, após fazer todos os processos, ele acaba transformando o tomate em: Carmem Miranda, no Papa, e até no Michael Jackson. 

Após as tentativas frustradas, eles acabam sendo pegos pelo Gangreen e Igor, e os levam para a masmorra onde eles se encontram com Tara. O trio pede para que TP leve um bilhete para Wilbur. Temos uma cena cômica mostrando o tomate peludo dirigindo um quadriciclo. 

Wilbur, após ler o bilhete, decide dar um voto de confiança em TP, mas antes ele pede ajuda a Sam Smith, e ao mergulhador. Agora com a sua tradicional, e sem sentido, roupa de paraquedista e com sua equipe reunida, Wilbur comanda a missão de resgate. Enquanto Chad e Matt estão presos, Gangreen, paga Tara e diz a dupla que ela fora criada com o propósito de satisfazer as suas necessidades... Deixo isso para a interpretação de vocês... Então o cientista louco, junto com Igor e Tara, partem para a prisão também com o objetivo de resgatar Jim Richardson para que assim eles possam continuar com o plano de conquistar o mundo.

O trio de heróis do filme original entram na casa de Gangreen e salvam Chad e Matt de virarem tomates, em seguida eles partem para a prisão. Mas, os mocinhos estragam os planos dos vilões que são capturados e presos, e salvam Tara... E mais, devido ela ter inalado gás, ela acabou se tornando humana para sempre.  

E esse foi o filme de 'O Retorno dos Tomates Assassinos', TP fica famosa, Chad e Tara ficam juntos e Matt transforma vários tomates em mulheres... A cena em questão é a do começo do filme onde um monte de mulheres se divertem e fazem topless na praia. 

Existe uma cena pós-créditos que fala sobre cenouras assassinas, algo abordado no final do primeiro filme... É bem hilária. 


O Retorno dos Tomates Assassinos, assim como o primeiro, não é um filme de terror, mas sim uma comédia, talvez até mais engraçada que original de 1978. O longa tem ritmo e é mais centrado em sua proposta, não temos tantas cenas aleatórias como o anterior, isso facilita ainda mais a nossa concentração durante a projeção.

Ele reconhece a sua origem humilde e brinca com isso, em alguns momentos nós vemos o diretor falando que o orçamento havia acabado, que todos que falam no filme devem ser pagos ou o fato do filme criticar, de uma forma bem cômica, os filmes que colocam propagandas em seu conteúdo fazendo com que a obra fique bem forçada, assim, fazendo literalmente uma ideia metalinguística e quebrando a quarta parede.

Os atores estão horríveis, mas a ideia é visivelmente proposital, é divertido ver George Clooney no inicio de carreira, aqui é um coadjuvante, está ali ao lado do protagonista apenas para dar suporte ao personagem, no entanto, a sua presença em cena e seu carisma ofusca um pouco Anthony Starke com o seu protagonista morno. Karen Waldron é a que mais tem problemas com o seu personagem, ela está horrível como Tara, a atriz não consegue administrar o tom da personagem a deixando muito robótica no começo e depois totalmente sensível e ingenua.  Igor, o personagem de Steve Lundquist, é totalmente descartável, se trocassem ele por um daqueles soldados/tomates, não faria diferença.

Essa segunda parte, também é um trash, porém, trás um pouco mais de coerência, se tornando uma obra que para muito, pode ser melhor que o primeiro, mas também possui alguns problemas técnicos motivados por um baixo orçamento e pela falta de um roteiro mais elaborado. Aqui os tomates não aparecem como no primeiro, e isso é algo que chamava a atenção... Num filme de tomates assassinos, as pessoas querem ver tomates assassinos, apesar disso, ele dá boas ideias mostrando o ponto de vista dos tomates e os motivos pessoais pelo qual as frutas se rebelaram contra os humanos. Por esse motivo, a nota para esse filme é: 5,5.

Uma curiosidade sobre o filme é que foi nessa linha do tempo que a série animada foi criada, ou seja, no desenho temos a TP, por exemplo. E também o trailer do filme pode aparecer em algumas cópias do VHS do filme 'Twister'.

Além disso, Rick Rockwell, que fez o papel de Jim Richardson nesse longa, volta para duas sequências interpretando outros personagens. No caso do terceiro capítulo, como o protagonista Lance Boyle, e no caso de 'Os Tomates Assassinos Atacam na França' como o Capitão Ze, numa participação especial.

Bom gente, é isso, até a próxima aparição dos tomates assassinos. 

FICHA TÉCNICA

Titulo original: Return of the Killer Tomatoes.

Titulo brasileiro: O Retorno dos Tomates Assassinos.

Diretor: John De Bello.

Roteiro: Stephen Adrich, John De Bello, Costa Dillon, J. Stephen Peace.

Elenco: Anthony Starke (Chad Filetter), George Clooney (Matt Stevens), Karen M. Waldron (Tara Boumdeay), Steve Lundquist (Igor), John Astin (Professor Gangreen), J. Stephen Peace (Wilbur Filetter), Frank Davis (Sam Smith), John De Bello (Charles White/Diretor).

Sinopse: Sequência do cult, O Ataque dos Tomates Assassinos, com um cientista maluco tentando conquistar o planeta e usando para seu intento perigosos (e engraçados) vegetais (frutas). A curiosidade é ver George Clooney antes de estrelar filmes politizados e de ter a estatueta do Oscar em casa, participar de pérolas como este longa. Eles estão de volta e dessa vez, realmente estufados! Desde o último ataque dos "Tomates Assassinos" há alguns anos, que os pizzaiolos Matt e Chad estão vivendo um momento de prosperidade com sua pizzaria que não usa molho a base de tomates.

Trailer


Por: Michael Kaleel. 

Postar um comentário